quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Mini Abóbora Recheada


Comprei duas mini abóboras [sei que elas devem ter um nome, mas como não sei, essa denominação descritiva me satisfaz!rs] para rechear com camarões. Elas ficaram esperando os camarões por umas duas ou três semanas na geladeira... No dia em que eles finalmente vieram, cozinhei as duas abóboras e constatei que - embora parecessem iguais - eram de duas espécies diferentes. Uma delas amoleceu muito a casca e de dissolveu na hora de tirar da panela.... Uma abóbora, do tamanho de uma manga, não conseguiria virar jantar de duas pessoas. Mas virou aperitivo! Os camarões viraram um "tipo" Bobó e a abóbora foi recheada com requeijão, linguiça da feira, molho de tomate e queijo, gratinada e devorada com torradinhas. Pena que ela era pequenininha...

MINI ABÓBORA RECHADA
para aperitivo de 2 gulosos
Ingredientes
1 mini abóbora
2 gomos de linguiça defumada (usei uma linguiça bem fininha e pequena)
2 colheres de sopa de requeijão
1 colher de sopa de molho de tomate
1/4 xícara de queijo muçarela
farinha de rosca para polvilhar


Mão na Massa
Tire uma "tampinha" da abóbora e retire todas as sementes. Coloque a abóbora e a tampinha para cozinhar, de boca para baixo, em uma panela com água - com sal-  por, aproximadamente 10 minutos. Retire a abóbora da água e vire para que toda a água saia. Coloque duas colheres de requeijão dentro da abóbora e cubra com a linguiça picada em pedaços pequenos, seguida pelo molho de tomate e o queijo ralado. Salpique farinha de rosca e leve ao forno alto, pré aquecido, até dourar. Retire do forno, parta ao meio e sirva com torradas.




Aperitivo por problemas logísticos. Se a quantidade permitir, acompanhado de arroz.... Janta!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Clafoutis de Morango




Andei  desanimada com a cozinha. A correria do final de ano sugou todas as minhas energias culinárias! Mas quase instantaneamente, assim que entrei de férias, a vontade voltou com força total! Já saíram vários quitutes por aqui. No sábado, no meio da tarde deu uma vontadinha de bolo. Tinha uns morangos, quase estragando na geladeira e umas ameixinhas que estavam ácidas demais e pensei em usa-los em um bolinho. Lembrei logo do Clafoutis da Fabrícia. Bisbilhotei lá na cozinha dela e achei a receitoca. Ficou bom demais da conta!!!! O de morangos ficou lindão! Caldinha vermelha escorrendo, um luxo! O de ameixas, infelizmente [e ao contrário do que eu imaginava], ficou muito ácido, mas mesmo assim valeu. Bolinho/pudim delícia, facílimo de fazer!Eu não tinha em casa, mas imagino que recém saído do forno, com sorvete, deve ficar supimpa!





CLAFOUTIS DE MORANGOS
Ingredientes

 4 ovos
 75 g de farinha de trigo
 50 g de açúcar
200 ml de creme de leite em lata ou fresco
 200 ml de leite
 uma pitada de sal
 25 g de manteiga salgada (usei sem sal)
 algumas gotas de essência de baunilha
 300 g de morangos cortados na metade longitudinalmente

 1 colher (sopa) de açúcar para polvilhar

Mão na Massa

 Em um recipiente, untado, colocar os morangos e reservar. Numa vasilha bater o restante dos ingredientes com a ajuda de um batedor de arame. Colocar a mistura liquida sobre os morangos. Assar em forno pré-aquecido à 180°C por aproximadamente 40 minutos. Até ficar bem douradinho. Quando estiver morno, salpicar açúcar. Pode ser servido morno ou frio. [Eu dividi  massa e fiz dois, um com morangos e outro com ameixas]


Gostaria de agradecer publicamente ao Boneco de Neve pela disponibilidade em participar deste ensaio fotográfico, mesmo em meio à sua temporada de trabalhos Natalinos. Infelizmente não foi possível publicar as fotos mais picantes, afinal, este é um blog de família!


Fotos: Marcus Maglia

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Folhado com Cogumelos




Eu queria uma janta rápida, prática, que sujasse pouca louça e que ficasse deliciosa [sim, só isso!]  para receber a Comadre. Coloquei a massa cinzenta para funcionar e fui passear no mercado. O mercado perto do meu trabalho tem uma prateleira refrigerada com uma plaquinha "especial para chefs". Esse foi o jeito que eles encontraram de fazer os clientes metidos a besta [oi?!] pararem por lá. Acontece que nesta prateleira, tem tudo o que há de bom [e caro]  nessa vida! É lá que "moram" os aspargos, as alcachofras, os cogumelos, as endivias, as favas de baunilha, os raddichios e outras maravilhas. Então, a besta aqui, para lá rumou! Dentre as delicias disponíveis,[e compatíveis com meu orçamento] se destacaram os cogumelos... Uma prateleira cheia! Com vários tipos... Hum.... Vontade! A bandeijinha praticamente pulou para a cesta sozinha! Bom, tudo bem, mas e fazer o que com eles??? Passeia, passeia [hummm, panettone] passeia, passeia [ai, nectarinas...] passeia, passeia [olha, tem tomilho!]  Tudo, menos o que eu precisava chamava a atenção. Até que uma caixinha piscou prá mim! Cheguei mais pertinho e era ela... Justamente o que eu queria. Massa folhada. Resolveu todos os meus problemas! Cogumelos refogados na mateiga, cobertos com um queijinho parmesão, sobre massa folhada. 30 minutos, uma panela, uma forma, uma tábua, um ralador , uma colher de pau e uma faca = comida boa, muito boa!

FOLHADO COM COGUMELOS

serve 3 gulosos
Ingredientes
300g de massa folhada
1 colher de sopa de manteiga
1 cebola

300 g de cogumelos
1/2 xícara de vinho branco
1 colher de sopa de requeijão
sal e pimenta branca a gosto
1 xícara de queijo parmesão ralado
orégano e alecrim a gosto



Mão na Massa
Abra a massa em uma assadeira, faça furos com um garfo e coloque na geladeira por 30 minutos. Em uma panela refogue a cebola picada na manteiga. Quando começar a dourar, acrescente os cogumelos fatiados e o vinho branco. Deixe cozinhar até secar o caldo. Coloque o sal e a pimenta e desligue o fogo. Misture o requeijão e deixe esfriar. Retire a massa da geladeira e espalhe o recheio deixando, aproximadamente 2 cm de borda. Espalhe o parmesão sobre o recheio e salpique com orégano e alecrim. Leve ao forno alto, pré aquecido, até que a massa infle e doure nas bordas.



terça-feira, 8 de dezembro de 2009

La Pasta!


Tenho um primo do coração! Tenho vários, na verdade, mas esse é - inclusive - meu "irmão de leite". Explico: ele é só uns meses mais novo que eu e quando nasceu, a mãe dele precisou voltar ao hospital e eu dividi com ele o que a minha mãe tinha de melhor para oferecer- ou assim eu pensava, naquela época...Então, irmão de leite! Enfim, o Caco além de primo e irmão de leite é a pessoa mais parceira para programas de índio que eu conheço. Se o programa de índio envolver cozinha, aí sim, não tem prá ninguém! Estava há tempos com um cilindro de fazer massa em casa - aliás, valeu pelo empréstimo Gó! - e não me animava a usar. Encontrei o primo e luminosos começaram a piscar na minha cabeça: convida, convida, convida..... Convidei e ele topou! Neste sábado, lá em casa teve massa! Caseira! O bom é que o Caco e Maridão ficaram com o serviço bruto - amassar e esticar a massa [eita massinha pesada, sô!] e eu fiquei na coordenação [hehe] e no molho. Comemos com um molho de funghi com natas. Tava booommmm.... A foto é do dia seguinte quando eu e Maridão fizemos o repeteco com o restinho da massa e molho de linguiça apimentada. No dia da confecção, na hora de comer já estavamos todos meio ansiosos, levemente alcoolizados [hic!] e não lembramos da foto.
MASSA CASEIRA COM MOLHO DE LINGUIÇA
serve 6 gulosos
Ingredientes
MASSA

6 ovos
6 xícaras de farinha (aproximadamente)
1 fio de óleo
sal a gosto
5 litros de água (aproximadamente)

MOLHO
500g de linguiça de pernil apimentada
2 dentes de alho
1 cebola

1 lata de tomates pelados
1 talo de orégano fresco
1 ramo de salsinha


Mão na Massa
MASSA 
Faça um monte com a farinha (deixe uma xícara de fora) e cave um buraco no meio. Coloque os ovos no buraco e começe a mistura-los com a farinha. Amasse até incorporar bem a farinha. A massa deve ficar bem dura, mas uniforme. Se possível, use toda a farinha. Passe a massa no cilindro até que fique com, mais ou menos 2mm de espessura. Se não tiver cilindro, abra com um rolo. Salpique farinha de milho sobre a massa esticada e deixe descansar por 20 minutos. Se tiver o cilindro de corte, escolha a largura da massa e passe pelo cilindro, senão, enrole a massa formando um rocambole e faça fatias de aproximandamente 4mm. Desfaça os rolinhos, soltando os fios e jogue um pouco de farinha para desgrudar, se preciso. Coloque a água para ferver com um fio de óleo e sal a gosto. Quando a água estiver fervendo, vá colocando a massa aos poucos sem deixar a água parar de ferver. Cozinhe por aproximadamente 5 minutos, até que a massa fique al dente. Escorra e sirva.


MOLHO
Coloque a linguiça despedaçada em uma panela e deixe dourar até quase queimar e reserve. Pique a cebola e o alho e refogue na mesma panela onde dourou a linguiça. Acrescente os tomates amassados e seu suco. Deixe cozinhar por, mais ou menos 10 minutos. Devolva a linguiça à panela e coloque as ervas picadinhas. Acerte o sal e sirva.


Enquanto a cozinha fervia, tinha "gente" que fazia aquilo que faz de melhor.....

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Toalha Felpuda

No aniversário do Maridão - que já faz um tempão - perguntei para ele que bolo ele queria. Pensei mil coisas: tortas, bolos com recheio, charlottes.... Não é que o danado escolheu Toalha Felpuda??! Nada contra o bolinho, que - aliás - é uma DELICIA! Mas eu imaginava algo mais festivo... Não teve jeito! Marido gosta de bolo simples, bolo de bolo! Até que foi um progresso ele escolher um com calda e cobertura. O bolo ficou muuuuito gostoso! Fofinho e úmido com bastante gosto de laranja e coco. Vale a pena! No verão, bem geladinho, hummmmmmm.....

TOALHA FELPUDA
para uma forma redonda de 22 cm
Ingredientes
1 1/2 xícara de suco de laranja
4 ovos
3 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento químico
manteiga e trigo para untar

CALDA
1 vidro de leite de coco

1 lata de leite condensado
100 de coco ralado


Mão na Massa
Unte a forma com manteiga e trigo e reserve. Na batedeira, bata as gemas com o açúcar. Acrescente o suco de laranja aos poucos, alternando com o trigo e o fermento. Cuide para não bater demais, somente para incorporar os ingredientes. Em outra tigela, bata as claras em neve. Incorpore à massa, mexendo de leve, movendo a colher de baixo para cima. Coloque a massa na forma e asse em forno pré aquecido em 180 C, por aproximadamente 40 minutos, ou até que - enfiando um palito no centro do bolo ele saia limpo. Retire o bolo do forno. Misture o leite de coco ao leite condensado e despeje sobre o bolo, aos poucos, esperando a massa absorver. Se quiser, pode fazer furos com um garfo no bolo para que ele absorva mais calda. Quando despejar toda a calda, espalhe o coco ralado sobre o bolo. Depois que o bolo esfriar ele pode ser desenformado. Se preferir, corte em quadradinhos e embale individualmente levando-os à geladeira.
 

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Risotto Espinafre com Gorgonzola

Comadre Fê veio fazer uma visita! Quando consultada sobre o cardápio pediu "alguma coisa com gorgonzola". E eu, louca para comer risotto de filé com funghi - que nem com uma propaganda consegui "vender". Bom, gorgonzola, então! Gorgonzola combina com......... Espinafre! Feito! Risotto de gorgonzola e espinafre para dar tempo o suficiente para fofocar sem se preocupar em lavar um milhão de panelas! O único probleminha é que - dos ingredientes necessários - eu só dispunha do arroz! Nem a cebola para refogar tinha em casa! E, como já contei, meu bairro não é muito bem servido de supermercados. Comadre é prá essas coisas! Toca fazer a lista do supermercado! E a comadre se saiu melhor que a encomenda! Apareceu - não só com os ingredientes direitinho [deixemos de lado a parte que ela pediu ajuda ao moço do super para identificar o espinafre, rs] - mas trouxe, de quebra, vinho e sorvete! Eita visita boa, sô! Venha sempre, Comadre!

RISOTTO DE ESPINAFRE E GORGONZOLA
serve 2 gulosas
Ingredientes
4 xícaras de caldo de frango
1/2 xícara de arroz arbóreo
1 colher de sopa de óleo vegetal

1 cebola
3/4 xícara de vinho branco
1 xicara de gorgonzola
1/2 molho de espinafre
1/2 xícara de queijo parmesão
1 colher de sopa de manteiga


Mão na Massa
Esquente o caldo de frango e mantenha aquecido. Aqueça o óleo e coloque a cebola picada para refogar. Acrescente o arroz e mexa bem. Despeje o vinho e continue mexendo vigorosamente. Abaixe o fogo e coloque o gorgonzola e 1 concha de caldo de frango. Continue mexendo e quando o caldo estiver quase seco acrecente mais uma concha. Repita o processo por aproximadamente 15 minutos ou até que o arroz esteja cozido. Ao morder ele não deve grudar nos dentes. Desligue o fogo e coloque o espinafre, a manteiga e o parmesão e misture bem. Tampe a panela e deixe descansar por 5 minutos. Sirva!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Torta de Limão II - A missão!


Esta torta - que foi feita com todo o carinho para o aniversário do Cunhadinho querido - acabou sendo um híbrido! E como é comum aos híbridos, acabou ficando meio esquisita.....  Achei a trufa muito forte e meio amarguinha [amarguinha mesmo, não ácida] demais para o recheio. Sogrinha, Maridão e o Aniversariante disseram que ficou boa, mas eu achei que estava faltando - ou sobrando - alguma coisa.... Enfim, funcionou assim: casquinha de biscoito, trufa de caipirinha e chantilly!

TORTA DE LIMÃO II
serve 4 gulosos
Ingredientes
MASSA
1 pacote de bolacha maria
80 g de manteiga gelada

RECHEIO

300g de chocolate branco, finamente picado
100ml creme de leite
2 colheres de chá de glucose
6 colheres de sopa de suco de limão
6 colheres de sopa de cachaça [ dessa vez, usei vodka]

10g de manteiga em temperatura ambiente
raspinhas da casca de 2 limões

COBERTURA
1 cx de preparado para chantilly Fleischmann [que é uma maravilha, by the way]
4 colheres de sopa de açúcar
raspas de 1 limão

Mão na Massa
MASSA
Bata as bolachas no processador até formar uma farinha. Vá acrescentando manteiga até que, quando apertada, a massa mantenha sua forma. Use a farofa para forrar o fundo e as laterais de uma forma, apertando bem. Leve ao forno médio por, aproximadamente 10 minutos, até ficar levemente dourada. Reserve e deixe esfriar.
RECHEIO

Coloque o chocolate picado numa tigela grande. Em uma panela, aqueça o creme de leite e a glucose até ferver. Desligue imediatamente e despeje sobre o chocolate. Mexa bem até ficar um creme brilhoso. Deixe descansar por 10 minutos. Acrescente o suco de limão e a cachaça, e misture bem. Junte a manteiga e cubra com um filme plástico. Leve à geladeira até esfriar bem. Na hora de usar, misture as raspas de limão. Coloque sobre a massa.
COBERTURA
Bata o chantilly, seguindo as instruções da embalagem e coloque sobre o recheio, salpicando as raspas de limão por cima. Coloque a torta na geladeira por algumas horas antes de servir. 



 
Ela é do sítio, caça lagarto e pega bicho de pé, mas tem seus momentos de glamour! Embora não pareça gostar muito...

* Marido pediu alterações no post. Segundo ele, a torta tem atributos que não foram mencionados. Seriam eles: " É fácil fácil comer 2 pedaços pois não é excessivaente doce,  lembra a torta de limão mas surpreende no sabor tocante e levemente amargo da vodka,  é cítrico mas não limãozeado, bem bem bem gelada ela fica uma excelente sobremesa para dias de verão, imagina acompanhada com uma champagne? Quer mais?  Faz outra porque já não lembro mais de nada!" O que ele não me pede chorando que eu não faço sorrindo......

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Feijão com Berbigão - Comida de Tigela



Adoro refeições que são pratos únicos! Macarronadas, risottos e afins. Se der para comer em tigela, então?! AMO! Se, ainda por cima, der para preparar sujando só uma panela: perfeição! Comprei os feijões brancos sem saber muito bem o que fazr com eles e confesso que fiquei alguns dias olhando para eles com a cabeça vazia. Só conseguia lembrar de mocotó e dobradinha - que, não se enganem - eu adoro, mas não sei preparar, dão um trabalhão e não são exatamente leves para se comer numa noite qualquer. Aí, preparei a macarronada com berbigões - mais um prato único - e acabei não usando todo o refogado. Quando olhei para ele na geladeira, tudo fez sentido! O refogado implorava pelos feijões! [percebam que estou um pouco melodramática hoje, deve ser por conta da perda recente, snif] Para os feijões com berbigão, acabei sujando duas panelas. Mas ficou tão bom que valeu a pena! Comida de tigela para comer sentadinha no sofá assistindo um filme... Sim, péssimo hábito esse de comer assistindo TV. Se come demais, a digestão complica, blá blá blá, mas é tão bom!!! A pessoa precisa infringir algumas regras de vez em quando, certo?!


FEIJÃO COM BERBIGÃO
serve 3 gulosos
Ingredientes
1 xícara de feijão branco
1 litro de água (aproximadamente)
1 colher de chá de cominho em grão
1 colher de chá de açafrão da terra
1 colher de sopa de sal
200g de berbigão
1 cebola grande
2 colheres de chá de óleo aromatizado com alho
1/2 pimenta cambuci (ou não....)

1 pitada de pimenta jiquitaia
8 tomates cereja
2 colheres de sopa de parmesão

Mão na Massa
Deixe os feijões de molho durante a noite. Coloque-os para cozinhar com àgua. Quando já estiverem bem macios, tempere com açafrão, cominho e sal. Escorra e reserve. Em uma frigideira, refogue a cebola no óleo aromatizado e a pimenta. Acrescente os tomates cereja picados e deixe dissolver. Acrescente os berbigões e deixe esquentar bem. Misture aos feijões, salpique o parmesão e sirva!

In Memorian...

Lembram do lagarto? Pois é. Era uma vez uma moça que uma noite dessas chegou em casa exausta, com um pratinho de sushi nas mãos e  -ao acender a luz da varanda - deparou-se com uma cena digna do Massacre da Serra Elétrica e duas cadelas faceiras da vida. Estava lá, o corpo, serenamente repousando, já sem vida, dentro do prato da cadela/vira latas/ caçadora. Foi o pior sushi que já comi na vida. Em breve, de volta com receitinhas - assim que passar o enjôo....

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Torta Bombom de Morango - para um fim de semana docinho


Num almoço com amigos do Maridão, fiquei encarregada da sobremesa. Como sabia que a mulherada - como é de costume - é louca por doces, quis caprichar! Não demorou muito e lembrei dessa torta. É uma das minhas favoritas - mesmo!!! - e é ridiculamente fácil  e rápida de fazer. Além do mais, tinha a desculpa de aproveitar o finzinho da estação dos morangos... Agora, só ano que vem! Fiz com o maior capricho, até metade do processo. Na hora de finalizar a torta recebi um telefonema da minha Mãe contando que quebrou o braço! Bom, isso é uma história à parte. Quando ela conta que quebrou o braço quando caiu, saindo de um bar às 4h da manhã, as mais variadas suposições aparecem! Já disseram que foi bebedeira, briga de bar, tombo de moto, dividida no futebol.... Enfim, a verdade, mesmo, é a versão mais sem graça! Bom, Mamãe de braço quebrado, cabeça nas estrelas e a finalização não ficou aquilo tudo.... Mas o gosto.............. Aiaiai, tomara que chegue logo a próxima safra dos morangos!


TORTA BOMBOM DE MORANGO
para uma forma de 22cm, com fundo removível

Ingredientes
2 pacotes de bolacha maria
100g de manteiga
2 latas de leite condensado
2 colheres de sopa de amido de milho

4 colheres de sopa de doce de leite
1 1/2 xícara de leite
2 caixinhas de morangos
170g de chocolate meio amargo
200g de creme de leite

Mão na Massa
Bata as bolachas no processador até que virem uma farinha fina. Acrescente a manteiga aos poucos até que - quando apertar um pouco de farofa entre os dedos ela mantenha a formação. Forre a forma com a farofa, apertando bem. Se preciso, umedeça as mãos para facilitar. Leve a massa ao forno baixo por, aproximadamente 10 minutos. Enquanto isso, leve ao fogo baixo, o leite condensado, o doce de leite e o amido de milho dissolvido em 1 xícara de leite. Mexa constantemente até que engrosse bem, quase em ponto de brigadeiro, e deixe esfriar. Lave os morangos, seque bem, e retire as folhas - se possível, corte os cabinhos bem rente mas não arranque para que os morangos não percam muito suco. Assim que a massa e o creme estiverem completamente frios, despeje o creme sobre a massa e coloque os morangos, de pé, sobre o creme. Derreta o chocolate e misture com o creme de leite e 1/2 xícara de leite. Despeje o creme de chocolate sobre os morangos. Refrigere a torta por algumas horas antes de servir.



Fotos Marcus Maglia

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Cuca




Ganhei de primos queridos o livro A pátria nas panelas do Pedro Cavalcanti de aniversário. O livro é resultado de uma pesquisa sobre a origem dos pratos "tradicionais" brasileiros e uma compilação de receitas colhidas durante a pesquisa, divididas por regiões. Uma leitura agradabilíssima e ainda por cima recheada de receitas? ADORO! Então que, lendo o livro, me deparei com a receita da cuca alemã! Marido é de uma região de colonização alemã muito forte no Rio Grande do Sul e adora esses quitutes. Pela receita, que leva fermento biológico, logo vi que era das originais! Explico: aqui na minha terrinha, algumas padarias fazem bolo branco coberto com frutas e farofa e chamam de cuca. É uma delícia também! Eu, particularmente, AMO uma boa cuca catarinense de banana... Mas Marido, prefere se manter perto das origens! Então, cuca de alemão prá ele!!! A receita original pedia amêndoas. Como não as tinha, mas tinha um pote de doce de leite delicioso lá de Minas, resolvi fazer uma troca. É raro conseguirmos dar conta de um bolo lá em casa sem a ajuda dos vizinhos. Não sobrou nem farelo da Cuca Alemã! Com direito a pode fazer sempre e tudo!


CUCA DE MANTEIGA E DOCE DE LEITE
rende 1 forma de pão

Ingredientes

MASSA
2 colheres de chá de fermento biológico seco

1/2 colher de sopa de açúcar
1/3 xícara de água morna
1/3 xícara de manteiga
1/2 xícara de leite
2 ovos
1/2 xícara de açúcar
3 3/4 xícaras de trigo
1 pitada de sal
COBERTURA
3/4 xícara de manteiga em temperatura ambiente
1/2 xícara açúcar
1/2 colher de sopa de canela em pó
3/4 xícara de doce de leite



Mão na Massa
MASSA
Numa tigela dilua o fermento, 1/2 colher de sopa de açúcar e a água morna. Deixe descansar por 15 minutos. Derreta a manteiga com o leite e deixe amornar. Junte à mistura do fermento, o leite, os ovos, o restante do açúcar, o sal e a farinha. Misture bem  - eu precisei usar as mãos porque a massa ficou muito pesada. Coloque a massa em uma forma de pão untada com manteiga e trigo e deixe crescer em local protegido por 50 minutos. Faça furos na massa com os dedos e, em cada furo, coloque um pedacinho de manteiga ou doce de leite. Polvilhe açúcar e canela sobre a massa e coloque para assar em forno pré aquecido em 200 C por, mais ou menos 40 minutos.

A foto, desta vez, não fez justiça a cuca... Mas o cheiro delicioso e a pressa de provar não nos permitiu muito esmero...



Fonte: receita adaptada do Livro A pátria nas panelas - Pedro Cavalcanti 
Cuca de Manteiga e Amêndoas - receita de Maria Teresa Pessano
Foto Marcus Maglia

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Muffin de Espinafre e Gorgonzola

Durante as mini férias com o Maridão, saíram alguns quitutes à quatro mãos na nossa cozinha. Na última noite, o forno bombou!!! Rolou uma Cuca - que logo, logo aparece por aqui -  e esses muffins. A receita estava há um tempinho na minha bolsa - tenho o péssimo hábito de copiar as receitas em papéizinhos avulsos e coloca-los na bolsa, aonde ficam até que eu me lembre que as tenho [que às vezes demooooora....] - para acabar com um pedação de gorgonzola antes que ele se perdesse na geladeira. A receita é da   - querida que sempre deixa comentários e dicas bacanas aqui no Maria Pirão - do Pimenta Calabresa e foi executada fielmente! Ficou muuuuito bom! Um sabor bem marcante, adoro combinação de espinafre com gorgonzola e nos muffins ela fica perfeita! Obrigada, Fê pela delícia!

MUFFIN DE ESPINAFRE E GORGONZOLA
rende 12 muffins
Ingredientes
2 xícaras de trigo
1 colher de chá de fermento químico
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 ovo batido
1 colher de sopa de manteiga
200ml de leite
1 xícara de queijo gorgonzola
2 xícaras de espinafre
1 colher de sopa de óleo vegetal
1 colher de chá de sal
1 pitada de pimenta branca

Mão na Massa
Liquidifique o espinafre com o leite. Acrescente o fermento, bicarbonato, ovo, manteiga, óleo, sal e pimenta. Coloque o trigo aos poucos. Se a massa ficar muito pesada, tranfira para uma tigela e termine de acrescentar o trigo. Esfarele o queijo e junte à massa. Unte com manteiga e trigo as forminhas de muffin e coloque 2 colheres de sopa de massa em cada uma. Asse em forno pré aquecido em 200 C por 20 minutos.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Macarrão com Berbigão


Moro numa ilha. Minha família é toda de origem Açoriana. Nada mais justo: sou completamente alucinada por tudo de comer que vem do mar! Tudo! Como com menos frequência do que gostaria - o que é uma vergonha, porque a oferta é grande - acho que por preguicite mesmo.... Ter que ir na peixaria - que é na esquina de casa, abafa o caso...  - é um trabalho enoooorme... Enfim, às vezes acabo comendo frango me perguntando porque não estou comendo um peixinho fresco! Num desses dias que a preguiça permitiu, passei na peixaria e comprei uns berbigões. O berbigão é bem comum por aqui. Ele é uma conchinha mais ou menos do tamanho de uma amêndoa com o "bichinho" dentro e fica escondido embaixo da areia. É comum usa-lo em refogados, como recheio de pastéis ou frito com cebola e farinha de mandioca. O gosto, prá mim, é uma mistura de marisco com ostra. Dilícia!!! Aqui, se vende já cozido, fora da concha e congelado. Uma praticidade só! Bom, dessa vez, os berbigões viraram um molho para uma massa caseira que encontrei no super. Rápido e simples! Prá nunca mais comer frango!Rs

MASSA COM BERBIGÃO
serve 2 gulosos com repeteco


Ingredientes

250 g de massa seca
400 g de berbigão cozido
1 colher de sopa de óleo vegetal

1 cebola grande
2 dentes de alho
2 tomates pelados
100g de creme de leite
1/2 xicara de muçarela
pimenta do reino e sal a gosto


Mão na Massa
Cozinhe e escorra a massa normalmente e reserve. Aqueça o óleo e acrescente a cebola picada e o alho moído. Quando a cebola desmanchar, acrecente os tomates, pelados, picados. Deixex ferver por 2 minutos. Coloque os berbigões e espere que o molho ferva novamente. Desligue o fogo e misture o creme de leite ao molho. Acerte o sal e a pimenta. Coloque a massa escorrida em um refratário e cubra com o molho. Espalhe o queijo sobre o molho e leve ao forno médio até que o queijo doure.

Foto Marcus Maglia

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Pimentas


Adoro pimentas! Acho que nem tanto o gosto... Mas acho as danadas lindas de morrer! Já tive duas pimenteiras, ambas falecidas - não me pergunte porquê, pois cuidava muito bem delas! Agora temos uma lá em casa que está convalescente.... Aiai... Triste minha sina com as pimentas! Enfim, não desisto e já plantei mais dois tipos! Aliás, os dois aí da foto. Tenho fé! Um dia vou ter uma pimenteira bem lindona! Esses dias, estava no supermercado e ví as pimentas amarelinhas aí da foto. Hummm, cambuci - dizia o rótulo - já li que são bem docinhas. Levei! Quando fui usar a primeira vez, não é que me acontece a mesmissima coisa que a Ana Elisa?!!! Passei a pontinha do dedo dentro da pimenta cortada e encostei na língua.... Nunca passei um sufoco tão grande! Não tenho provas de que não era ela - até porque nunca provei a tal da cambuci - mas docinha ela não era não..... Era furiosa! Bom, para encurtar a história, fiz o marido e Cunhadinho passarem um suador para comer uma moqueca... E pior, espalhei a tragédia! Dei umas para a Fê e ela, por sua vez, fez seu maridão e sogrinho passarem suador também! Depois de tudo isso, resolvi tentar assar a danada e ver se aliviava um pouco. Fiz um pacotinho bem fechado com papel alumínio e coloquei as pimentinhas dentro - perceba que há  intrusas de outra variedade - coloquei um pouco de azeite de oliva aromatizado com alho, aceto balsamico e sal. Coloquei no forno por uns 10 minutos. Agora elas estão bem fechadinhas em um vidro e serão usadas com toda a parcimônia......

sábado, 7 de novembro de 2009

Pão da Mana


Minha cunhada é minha prima! Meu mano encontrou a tampa da panela sem nem precisar sair da família! Eu AMO minha prima/cunhada de paixão e agora, ainda por cima, ela é minha vizinha! Uma beleza! Além de ser uma das criaturas mais engraçadas e atrapalhadas da face da terra, ela manda muito bem nas panelas! E ADORA praia! Surfa que é uma maravilha! Aí, que um dia, há um tempão atrás, eu fui à praia com ela e meu sobrinho/primo/lindo/tudo de bom Pedro Pedroca. Quando chegamos em casa, não é que a danada tira do forno essas delícias?! Comemos tudo num minuto com aquele cansaço delicioso de pós praia... Saí de lá com a receita e - quase que por superstição rsrs - só faço na praia! Como o calor deu as caras por aqui, no feriado, lá em casa teve pãezinhos da Mana! Esses eu fiz com um quadradinho de queijo como recheio. Eles podem ser recheados ou não. Em outras tentativas, fiz recheado com presunto, frango, doce de leite (hummmmm), gioabada e calabresa.  Todas deliciosas!

PÃO DA MANA
rende 40 pāezinhos e 1 pão grande
Ingredientes
1 kg de trigo
1 copo de óleo vegetal
1 copo de açúcar
10 g de fermento biológico
2 ovos
2 copos de água morna
2 colheres de chá de sal
1 xicara de queijo parmesão ralado
30 cubinhos de queijo



Mão na Massa
Bata no liquidificador a água, os ovos, o fermento, o óleo, o sal e o açúcar. Junte o trigo aos poucos. Quando a massa ficar pesada demais para o liquidificador transfira para uma tigela e acrescente o restante do trigo. Sove a massa sobre uma superfície enfarinhada por 10 minutos. Coloque para crescer em local protegido por 1 hora. Modele os pãezinhos. Se for rechear, abra um pedaço de massa em sua mão e coloque - mais ou menos- uma colher de chá de recheio. Junte as beiradas da massa e forme bolinhas -feche bem as emendas senão o recheio escapa! Coloque em uma forma untada com manteiga e enfarinhada e deixe crescer por mais 30 minutos. Sapique parmesão e asse em forno pré aquecido em 200 C por - aproximadamente - 30 minutos.


sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Suco do Maridão




Feriado, mini férias com o Maridão...  Muita coisa aconteceu na cozinha e nadinha no blog! Numa segunda feira de calor escaldante, enquanto eu lagarteava em casa, me aparece Maridão com essa delícia! É....Marido na cozinha é coisa boa!!! Para tomar num dia calorento, de preferência acompanhado de uma bela vista e uma ótima companhia! Puro gostinho de férias!!!! Pena que já acabou...


SUCO DO MARIDO
serve 2 sedentos
Ingredientes
4 laranjas 
1 manga
4 lascas de gengibre


Mão na Massa
Esprema as laranjas e liquidifique com a manga picada e as lascas de gengibre. Acrescente gelo a gosto.
 

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Bolo Trufa com Coco


Tenho uma sorte que muitos acham que é azar. Meus pais se separaram há muuitos anos.... Por isso, todas as comemorações são dobradas! Aniversário com a família da mãe e depois com a do pai e assim por diante... Não vou dizer que são só rosas, mas na vida - pelo menos é o que dizem - tudo tem um lado bom! Então, na comemoração do meu aniversário - e do Maridão - na casa do meu pai, me propus a fazer o bolo. Já fiz aquele infalível algumas vezes, e todo mundo gosta. Mas dessa vez queria uma coisa diferente. Foi uma semana de muita bisbilhotação nas cozinhas alheias, livros, sites... E, no fim, fiz um híbrido! Massa daqui, recheio de lá, cobertura de acolá! Fiquei tensa até a hora de comer! Não sabia muito bem no que aquilo ia dar... Olha, tendo em vista o número de repetecos, deu muito certo! Será repetido, com certeza! A massa e o recheio de trufa foram encontrados no The Cookie Shop - que vale muuuito a pena a visita - e o recheio de coco foi o tradicional mesmo.  A decoração não ficou aquilo tudo.... Faltou paciência para alisar chantilly às 23:30h [ usei a caixinha de chantilly da Fleischmann, conhecem? Gostei muito!]...


BOLO TRUFA COM COCO



BOLO
Ingredientes
150g manteiga sem sal
2 xícaras de açúcar
4 ovos separados
1 xícara de amido de milho
2 xícaras de farinha de trigo
1 c. sopa de fermento
1 c. chá de essência de baunilha
1 xícara de leite


Mão na Massa
Pré aqueça o forno a 180°C. Unte uma forma de 22 cm, com fundo removível com manteiga e polvilhe com farinha [eu só forrei com papel manteiga]. Peneire a farinha, o amido de milho e o fermento. Na batedeira, bata as claras em neve e reserve. Em outra tigela, bata a manteiga e o açúcar até ficar leve e fofo. Junte as gemas uma a uma e a baunilha. Coloque a mistura de farinha em três etapas, intercalando com o leite. Cuidado para não bater demais, ou o bolo fica duro. Deixe assar por aproximadamente 45 minutos. Deixe esfriar completamente. Corte o bolo, com cuidado, em três fatias longitudinalmente.


TRUFA DE CAIPIRINHA
Ingredientes

300g de chocolate branco, finamente picado
100ml creme de leite
2 colheres de chá de glucose
6 colheres de sopa de suco de limão
6 colheres de sopa de cachaça
10g de manteiga em temperatura ambiente
raspinhas da casca de 2 limões


Mão na Massa
Coloque o chocolate picado numa tigela grande. Em uma panela, aqueça o creme de leite e a glucose até ferver. Desligue imediatamente e despeje sobre o chocolate. Mexa bem até ficar um creme brilhoso. Deixe descansar por 10 minutos. Acrescente o suco de limão e a cachaça, e misture bem. Junte a manteiga e cubra com um filme plástico. Leve à geladeira por 24hs [se for enrolar as trufas, deixe por 48h]. Na hora de usar, misture as raspas de limão.


CREME DE COCO
Ingredientes

1 lata de leite condensado
200g de coco ralado
2 colheres de trigo
1 xícara de leite
1 lata de creme de leite


Mão na Massa
Coloque o leite condensado e o coco em uma panela. Misture bem o trigo no leite e acrescente à panela. Coloque em fogo baixo e mexa sempre até engrossar bem. Desligue o fogo e acrescente o creme de leite. Deixe esfriar completamente antes de usar.


Fonte The Cookie Shop 
A receita do bolo foi feita àrisca e a da trufa, levemente adaptada.


Foto Marcus Maglia






quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Cuzcus TQT



Ontem, quando ainda estava "lambendo os beiços" depois de comer o cuzcus, me deparei com este post no Blog da Glau, mais uma colega de profissão, que tem um blog bacanérrimo que acompanho há muuuito tempo! Uma coincidência deliciosa! Eu estava precisando, só para variar, de uma comidinha rápida e gostosa. Já tinha o cuzcus cozido com caldo de frango, daí prá frente, só mistureba! Confesso que, lá pelas tantas, já estava preocupada com o rumo do almoço.... Mas na primeira garfada - ainda fria - hummm.... Umas das mehores misturebas que já fiz! Ficou muito bom, mesmo!!! Quentinho, então?! Surpreendentemente bom! Barriguinha cheia e satisfeita, agora preparem-se para uma lista de ingredientes completamente caótica! Rs...

CUZCUS TQT (TUDO O QUE TIVER!)


Igredientes
1 xícara de cuzcus
1 xícara de água
1/2 tablete de caldo de galinha
12 folhas de espinafre
4 colheres de sopa de milho verde
6 metades de tomate seco
4 colheres de sopa de queijo parmesão
1 lata de sardinhas com molho de tomate


Mão na Massa
Coloque a água para ferver, dissolva o caldo e coloque as folhas de espinafre. Deixe cozinhar por 2 minutos. Derrame por cima do  cuzcus e tampe. Quando o cuzcus tiver absorvido toda o caldo, vá soltando as pelotinhas de cuzcus com um garfo. Acrescente os outros ingredientes, misture bem e - se preferir - esquente.

  Morar no sítio tem dessas coisas.... Olha só quem apareceu lá em casa nesse final de semana? Eu e Maridão corremos para tirar a foto. A Ripa, valente que só, latiu até quase ficar rouca [ a uma distância beeem segura, é claro!]

Fotos Marcus Maglia e Bárbara F. Maglia

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ripa na Xulipa


     Agora me digam se eu podia resistir????!!!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Salada Abre Alas




Ainda no aniversário do Maridão, essa saladoca abriu alas para o Risotto Botequim [ por isso as fotinhos semelhantes] . E, vou dizer, não fez feio não!!! Pena que, por inexperiência pura, não me dei conta que as folhas iriam " compactar" com o molho. Aí, ficou uma porção bem miudinha para cada um. Tudo bem, dizem que um dos segredos da boa cozinha é sempre deixar os gulosos com gostinho de quero mais. Se é assim, dessa vez funcionou! O molhinho é um " tipo" honey mustard. Cada vez que faço esse molho, acabo fazendo um pouco diferente...Compadre Léo elogiou, dizendo que parecia um molho que ele comia na França. É mole?! Podre de chique o compadre!

SALADA ABRE ALAS
serve 2 gulosos como entrada
Ingredientes
Salada:
4 folhas de raddichio
4 folhas de alface roxa
croutons (os meus, comprei na feira)
Molho " tipo" Honey Mustard:
2 colheres de chá de mostarda dijon
4 colheres de sopa de azeite de oliva com alho
2 colheres de sopa de creme de leite
2 colheres de sopa de suco de limão
1 colher de sopa de mel

Mão na Massa
Lave e seque bem as folhas. Rasgue e misture com as mãos, cuidado para não amassa-las. Coloque os ingredientes do molho em um pote com tampa, tampe e chacoalhe bem. Despeje o molho sobre as folhas e misture com cuidado. Acrescente os croutons e sirva!




{Soneira.......}
Fotos Marcus Maglia

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Risotto Botequim


Como Maridão deu a sorte de fazer aniversário no feriado, acabou ganhando várias refeições-comemoração! O risotto, comemos no dia propriamente dito, no almoço. Fiquei a semana inteira decidindo como faria o risotto, não queria repetir, mas queria uma mistura que agradasse o lindão e as visitas. Pensa de cá e de lá, decidi fazer o risotto de calabresa com cebolas caramelizadas e vodca ao invés de vinho. Então, risotto de botequim! Ficou uma delícia! O doce das cebolas contrastando com a linguiça....Humm...

RISOTTO BOTEQUIM
serve 4 gulosos

Ingredientes

2 cebolas
2 colheres de sopa de óleo
2 colheres de sopa de mel
400 g de calabresa
1 1/2 xícara de arroz arbóreo
1 xícara de vodca

5 xícaras de caldo de carne
1 xícara de queijo parmesão
1 xícara de queijo provolone
1 colher de sopa de manteiga


Mão na Massa
Fatie a cebola e deixe dourar bem - junto com a calabresa picada, o mel e o óleo - em fogo alto. Acrecente o arroz e a vodca e deixe evaporar. Abaixe o fogo e despeje 2 conchas de caldo de carne quente e mexa até reduzir bem. Vá acrescentando caldo e mexendo até o arroz ficar al dente, mas não grudar mais nos dentes quando mordido. Acrescente mais uma concha de caldo, desligue o fogo e coloque os queijos e a manteiga. Mexa, tampe e deixe descansar por 5 minutos. Sirva!



sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cantinho II

Hoje a postagem é curtinha, porque o tempo foi todo dedicado a preparação do meu segundo cantinho! O Espaço Crescer agora também tem um blog!!! Vamos contar o que acontece por lá, as aulas, atividades, o que os pequenos andam aprontando e discutir temas da educação e saúde dos miúdos. Nos visitem !!!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Quase Fondue


Aniversário do Maridão, feriado, visitas e uma gripe danada me afastaram do blog. Mas não da cozinha! Aprontamos muitas e boas na companhia do Compadre Léo e sua Ethy lá em casa... Começo com o jantar do aniversário do Maridão. A pedido dos Compadres, resolvemos inaugurar a panela de fondue que nos deram de casamento. Fondue de queijo foi o escolhido. Na verdade, uma "releitura" dele... Que me perdoem os mais radicais, mas se comemos com um espetinho [ não palitinhos ] , mergulhando no molho - prá mim - é fondue! Então, na verdade, fizemos um molho branco com muuuuitos queijos e nele mergulhamos coisinhas: pão, batata bolinha e frango em cubinhos. Acompanhamos com vinho branco e muuuito frisante [hic!].

"QUASE FONDUE" DE QUEIJO
serve 4 gulosos
Ingredientes
500g de batata bolinha 
1 pão italiano
500g de frango
1 litro de leite
1 xícara de queijo parmesão
1 xícara de queijo provolone
1/2 xícara de queijo gorgonzola
2 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de farinha de trigo
2 colheres de sopa de óleo vegetal

noz moscada, pimenta e sal a gosto


Mão na Massa
Cozinhe as batatas bolinhas em caldo de frango - eu usei de tablete mesmo. Corte o pão em quadradinhos e o frango em cubos. Doure o frango em 2 colheres de sopa de óleo vegetal e tempere com sal e bastante pimenta. Derreta a manteiga em uma panela média. Acrescente o trigo de misture bem até formar um pirão. Vá despejando o leite, morno, aos poucos e mexendo sempre para dissolver o trigo. Quando despejar todo o leite, coloque os queijos e misture bem, em fogo baixo, até que derretam. Coloque a mistura na panela de fondue e sirva! 



Eu esqueci, mas vale muito a pena colocar um pouco de vinho branco no molho. Acho que 1/2 xícara é suficiente.

Fotos: Marcus Maglia

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Sopa Creme de Brócolis


Uma das coisas chatas de morar sozinha - no meu caso, ainda bem que é só de segunda a sexta, mas mesmo assim... - é a quantidade de sobrinhas na geladeira. Mesmo cozinhando em pequenas porções, acabo sempre comendo a mesma coisa quase uma semana inteira! Haja sobrinhas! Até desanimo de comprar algumas verduras como acelga, brócolis e couve flor -que eu adoro - porque, se compro, como uma semana inteirinha e no fim não posso mais nem olhar! Lembram da vontade de comer cogumelos e brócolis? Pois é, precisei comprar um brócolis inteiro para a carne com legumes e acabei usando só 1/3 para a carne.... Lá vai o brócolis para a geladeira, na esperança de ser salvo antes de estragar e lá vou eu pensar no que fazer com ele! No fim, aí vai mais uma para a turma da dieta.... Sopinha de brócolis numa noite fria, que, até para quem não está de dieta é uma boa idéia!

SOPA CREME DE BRÓCOLIS
serve 3 gulosos

Ingredientes
1 colher de chá de óleo vegetal

1 sobrecoxa de frango desossada e sem pele
1 cebola
2 dentes de alho
1 batata pequena
3 xícaras de brócolis 
3 colheres de sopa de queijo gorgonzola
1/2 xicara de leite
3 xícaras de água aproximadamente
sal e pimenta do reino a gosto

Mão na Massa
Refogue a cebola picada, o alho fatiado e o frango em cubos em uma colher de chá de óleo vegetal.Deixe dourar. Acrescente a batata em cubinhos pequenos e a água. Deixe ferver até a batata ficar macia. Coloque o brócolis picado e deixe ferver por 2 minutos. Desligue o fogo e deixe amornar. Passe no liquidificador ou processador e acrescente o leite. Devolva a sopa à panela e leve ao fogo baixo. Coloque o queijo picado e aguarde a sopa esquentar bem, não precisa deixar ferver. acerte o sal e a pimenta. Se quiser, acrescente um pouco que creme de leite na hora de servir.

Bom, pela quantidade de sopa, vocês podem imaginar que meu desejo de brócolis esteja perfeitamente satisfeito. Por um bom tempo! 

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Salada de Raddichio e Melão


Seguindo o acordo com as comadres, aí vai um prato leve, para dia de semana! Decidi, há um tempo, ousar um pouco mais nas saladinhas. Na casa da minha mãe, comiamos sempre do mesmo jeitinho e as mesmas coisas. Delícia, mas acho que há mais maravilhas por aí esperando para serem provadas... Desde que comecei a fazer feira, comecei a me ligar na sazonalidade. Agora, levo um papelzinho comigo, seguindo a sugestão da Ana Elisa, com as frutas e verduras que estão na época. Na listinha desta semana, tinha raddichio [que eu nunca tinha comido]  e melão - entre outras coisas - e eu achei que valia a pena tentar a mistura.... Acrescentei alface roxa, queijo parmesão e azeite aromatizado com alecrim e orégano [para quem diz que não gosta de misturar doces com salgados até que estou me saindo bem...]. Vale a pena! Mais uma comidinha que dipensaria a receita, mas no caso de alguma comadre iniciante se perder nas quantidades, aí vai:

SALADA DE RADDICHIO E MELÃO
serve 1 guloso - como entrada
Ingredientes
2 folhas de alface roxa
2 folhas de raddichio
1 fatia fina de melão
lascas de parmesão
azeite de oliva aromatizado com orégano e alecrim a gosto

Mão na Massa
Rasgue as folhas, pique o melão em cubinhos (eu tentei usar o boleador, mas vocês podem ver pela foto que não deu muito certo...), acrescente as lascas de parmesão e tempere com o azeite.

O primeiro a gente nunca esquece!!!

Ganhei meu primeiro selinho!!!! Um beijão enorme para a Thais do Abobrinhas na Cozinha por ter lembrado do Maria Pirão!!!

Este é o "Prêmio Dardos" que dá a cada blogueiro o reconhecimento de seu valor, esforço, ajuda, transmissão de conhecimento.

Para seguir a brincadeira, devo escolher 15 blogs para receber o selo. Aí vão:
Temperos prá Vida

Mãe, esposa,dona de casa e trabalhadora
Carioca Kids
Sabor Sonoro
Sabor Saudade
Princesa Urbana
Prá ver e comer
Quitandoca
Entre agulhas e panelas
Ora Pitangas
Doce Casinha
Zakuskas
Sopa Vermelha
The Cookie Shop
Quiche de Macaxeira

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Figos?!



Preciso de inspiração! Ganhei da sogrinha uma lata de figos em calda. O problema é que nem sei se gosto deles! Tenho dito que não gosto, mas a verdade é que acho que nunca experimentei..... Alguém tem uma receita maravihosa para se fazer com figos em calda que me faça cair de amores por eles???
Foto

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Carne com Legumes


Ontem, matutando no trabalho o que fazer para os almoços da semana, me deu uma vontade de comer cogumelos.... Bisbilhotando pela web, encontrei este post do Panelaterapia e a vontade virou necessidade! E também faz um tempo que estou louca de vontade de comer brócolis! Pensa, pensa... Carne com legumes - e cogumelos, claro! Como não queria fazer o molho com shoyu tradicional, resolvi experimentar um molho com um restinho de vinho tinto da geladeira. Estou tentando, a pedido das comadres especialmente, postar receitas mais leves e mais fáceis de fazer [o fato de que estou precisando me livrar de umas reservas adiposas não tem nada a ver com isso não, tá?! Hihi...] Dizem elas que não faziam as receitas dos posts por medo da balança e da bagunça. Bom, fazemos assim então: vou postar as receitocas mais tranquilas e, de vez em quando, mando uma mais caprichada para os fins de semana. Que tal? Combinadas?! Agora sem desculpas, tá na hora de tirar a poeira das panelas - ou adquiri-las! Começamos com a Carne com Legumes, então!

CARNE COM LEGUMES
serve 2 gulosos
Ingredientes
400g de coxão mole (ou outro corte de sua preferência)
1 colher de chá de manteiga
3 dentes de alho
100g de cogumelos frescos
2 xícaras de brócolis
1 abobrinha pequena
1/2 xícara de vinho tinto
1 colher de sopa de amido de milho
1/2 xícara de água
1/2 pimenta dedo de moça
sal e pimenta do reino a gosto



Mão na Massa
Em uma panela grande, derreta a manteiga. Coloque a carne picada em tirinhas ou cubinhos e deixe dourar bem. Acrescente os cogumelos fatiados e o vinho. Deixe cozinhar por - aproximadamente - 5 minutos. Acrescente os brócolis picados, e a abobrinha em cubos. Misture, abaixe o fogo e tampe a panela. Deixe cozinhar por 2 minutos. Acerte o sal e acrescente a pimenta do reino. Misture o amido de milho com a àgua e despeje na panela, mexa até o molho engrossar. Fatie a pimenta dedo de moça - sem sementes - e acrescente ao molho e desligue o fogo.


segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Sanduiche Creme de Pernil


Na maioria dos dias, almoço no escritório. Depois que me mudei para minha casinha, decidi parar de gastar almoçando fora. Desde então, tento me organizar para fazer os almoços com antecedência e levar para esquentar no escritório. Às vezes, falha! Dá uma baita preguiça de chegar em casa à noite, arrumar o que jantar e ainda preparar alguma coisa para o (ou oS) dias seguintes. Eis que, numa noite dessas de preguiça, passei uns bons minutos escarafunchando a geladeira em busca de alguma coisa pronta, ou semi-pronta. Achei, escondidinho, lá no fundo, um restinho (era inho, mesmo!) do recheio da Torta de Pernil...Hummm, promissor.... Cozinhar arroz? Não. Batatas?Não. Massa?Não.... Uma olhadela no armário e a solução se apresentou: pão! Temos no escritório, além do microondas, um grill desses do boxeador. Perfeito! Sanduíche de pernil com pão integral e uma alface para não dizerem que não comi salada! Nem precisa receita, mas o sanduíche estava danado de bom.... É só rechear duas fatias de pão de sua preferência com o recheio (o meu estava guardado ainda sem os ovos batidos da receita, mas acho que mesmo com eles funcionaria bem...), alface e colocar no grill para dar uma torrada no pão.


sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Frango assado mistureba


Adoro comida de forno! Acho um luxo ter todo aquele tempo para fazer outras coisas e, de repente, ter comidinha pronta! Costumo fazer umas misturebas, colocar tudo em um refratário, temperinhos, papel alumínio, forno e voilà: almoço! No dia em que fiz esse frango decidi colocar poucos legumes - geralmente uso todos os "assáveis" que tenho em casa - só batata e cebola e, como acompanhamento, saladinha de alface e cenoura com molho vinagrete. Deu tempo de dar uma tapeada na limpeza da casa e ainda tomar banho! Depois, é só comer curtindo a casa cheirosinha.....

FRANGO ASSADO MISTUREBA
serve 4 gulosos
Ingredientes
2 coxas e sobrecoxas de frango
2 cebolas
3 batatas grandes
4 dentes de alho

1 colher de chá de pimenta calabresa
1 colher de sopa de óleo aromatizado com alho
sal a gosto



Mão na Massa
Corta as cebolas e as batatas em quatro e esmague os dentes de alho (não precisa tirar a casca). Arrume - na verdade, bagunçe - o frango, as cebolas, as batatas e os dentes de alho em um refratário. Regue com o óleo e salpique a pimenta e o sal. Misture um pouco e cubra com papel alumínio. Leve ao forno pré aquecido em 220C. Depois de - aproximadamente - 40 minutos, retire o papel alumínio e devolva o refratário ao forno, até o frango dourar.

Juro que, apesar do visual "recém atropelado por uma jamanta" o franguinho não decepciona!